quinta-feira, 12 de julho de 2018

Anistia Internacional: Justiça para Marielle!



Independente da polarização que existe nas redes sociais sobre a execução de Marielle Franco, a morte a vereadora e defensora de direitos humanos no último dia 14 de março de 2018 é algo bárbaro e inadmissível nos dias atuais. Será que é uma sociedade violenta e cheia de rancores que queremos construir? Fica a pergunta para a análise mais introspectiva de cada um.

Marielle Franco tinha 38 anos e foi morta com mais de dez disparos que atingiram o veículo. Esse evento é uma vergonha para o nosso país, pois demonstra a impotência do estado frente ao crime organizado como um todo. E o reflexo dessa ineficácia reflete em nosso dia-a-dia.

Para a Anistia Internacional, nós estamos vivendo um contexto de violência recorrente contra defensores de direitos humanos no Brasil. O padrão de resposta das autoridades tem sido de não investigação e impunidade de crimes cometidos contra defensoras e defensores de direitos humanos. Nós temos o poder de fazer pressão para que este crime não fique sem resposta.

Nossas vidas são pautadas em escolhas. Se você concorda com esta visão, assine a petição a fim de cobrar às autoridades um desfecho transparente e uma solução real para este caso. A Rede Solidária Você Feliz prega o amor em tudo o que faz e, certamente, a violência jamais pode ficar impune. Não é este tipo de legado que queremos deixar para as gerações futuras, independente da posição política de cada um.

quarta-feira, 11 de julho de 2018

Uma ferida aberta no coração da Amazônia



Corajosas tribos indígenas estão lutando contra uma gigante canadense da mineração, que planeja abrir uma mina de ouro tóxica no coração de suas terras sagradas na Amazônia! Uma tribo está prestes a ser extinta!
 
A mineradora está quase conseguindo todas as licenças necessárias, mas as tribos conseguiram atrasar o projeto por meio de decisões judiciais. Esse atraso está pressionando investidores a desistirem do projeto. Vamos ajudá-los a pressionar também:
assinando a petição e deixando um recado para as tribos e comunidades locais.

Quem está por trás disso? Especialistas dizem que o maior investidor: Agnico Eagle Mines. Se ele realmente se importa com sua fama internacional de "exemplo de sustentabilidade" essa é a hora de mostrar com atitudes e não com palavras.
Esta petição será entregue durante a Assembléia Geral dos acionistas dentro de poucas semanas, poderemos ser decisivos para acabar com essa loucura. Participe!

terça-feira, 10 de julho de 2018

Pelo centro de reabilitação para múltiplas deficiência em Manaus - Amazonas!



A Elizangela Gomes, de Manaus, precisa de 35 mil assinaturas para uma petição em que pede ao Governador um centro de reabilitação para tratamento de pessoas com necessidades especiais e doenças raras, neuromusculares e com demais deficiências no Amazonas.
Manaus ainda não tem um centro de reabilitação e a construção de uma unidade seria de muita importância para o tratamento de várias doenças.
Elisangela convoca nossa ajuda para assinar o abaixo-assinado em que eles pedem às autoridades competentes, no mínimo, o compromisso com as pessoas com necessidades especiais a partir da construção deste centro. Lembramos à população brasileira que as eleições estão chegando e se nossas demandas precisam ser atendidas. Junte-se à Elisangela nessa convocação!

segunda-feira, 9 de julho de 2018

Fim ao carvão, não ao planeta!



A indústria do carvão é responsável por 40% das emissões poluentes no planeta, deixa milhões de doentes e torna nossa conta de luz muito mais cara. Enquanto a Europa fecha esse tipo de indústria, Brasil e EUA abrem novas usinas. Precisamos colocar um ponto final nessa loucura!

Um dos pilares da indústria do carvão são as empresas de seguros, e várias já estão caindo fora desse mercado graças à pressão popular. Agora, podemos pressionar que a gigante do setor de seguros: a Munich Re.

A Munich Re está prestes a tomar essa decisão e faz-se necessário chegar na reunião com 1 milhão de assinaturas, anúncios nas ruas e nos jornais a fim de acabar de vez com essa prática ultrapassada e inadequada ao planeta. Assine a petição!